play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
  • cover play_arrow

    Brasitalia WebRádio Música, Informação e Entretenimento

Entrevistas

Julio Cancellier. As histórias da casa mais famosa de Pedras Grandes

today8 de novembro de 2021 65 1

Background
share close

A famosa Casa dos Arcos, cartão postal do município de Pedras Grandes, será um centro cultural, turístico e de eventos.

A famosa Casa dos Arcos, cartão postal do município de Pedras Grandes, foi adquirida pela Prefeitura que vai utilizar o espaço como centro cultural, turístico e de eventos.
A compra foi oficializada pelo prefeito Agnaldo Filippi, nesta terça-feira, depois de aprovação da Câmara de Vereadores e entendimento com a família.

Saiba mais sobre o projeto de fazer da Casa de Arcos, um relevante equipamento cultural, na entrevista em que jornalista e cineasta Julio Cancellier concedeu para a Rádio Brasitalia.

Ouça na íntegra, após publicidade:

As histórias da casa mais famosa de Pedras Grandes

Júlio Cancellier, mestre em Cinema Digital e Produção Televisiva pela Universidade Católica de Milão e Agnaldo Filippi, bacharel em Direito pela Unisul

Muito prazer! Meu nome é Casa dos Arcos. Mas pode me chamar de Casa Zaboti, Casa do Imigrante Maziero, da Estrada de Ferro ou da Companhia Metropolitana. Sou bem antiga, mas não sei exatamente o ano que nasci, quem me construiu e para que servi. Faço muitas selfies, fotos de casamento e estou sempre posando para os cliques dos turistas que visitam minha cidade. A verdade é que sou muito famosa e todos me conhecem assim: a Casa dos Arcos de Pedras Grandes.

Esta breve introdução aponta para o quanto ainda temos que descobrir sobre o famoso casarão tombado como Patrimônio Histórico que chama a atenção de quem chega à Pedras Grandes, berço da colonização italiana no Sul de Santa Catarina.
Há uma grande confusão nas informações sobre a data de construção, a quem pertenceu e a respeito do próprio nome. As dúvidas, que começam por como ela é chamada, não decorrem de uma suposta falta de identidade, mas em virtude da múltipla significação que representa.

A sua existência está ligada a importantes fatos históricos que marcaram a região Sul de Santa Catarina, desde o final do século XIX aos dias atuais, como a fundação da Colônia Azambuja em 1877 e a construção da Estrada de Ferro Dona Tereza Cristina, entre 1880 e 1884. Por sua longevidade, a casa passou por muitos proprietários e a cada período, uma mudança de nome, bem como foi multifuncional, servido como escritório, alojamento, casa comercial e moradia.

Written by: brasitaliawebradio@gmail.com

Rate it

Previous post

Post comments (0)

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

0%